Dom Burke descarta inovações em prefácio sobre o Motu Proprio Summorum Pontificum

Il blog degli amici di Papa Ratzinger, transmitindo a notícia da agência Androkronos, informa que o Arcebispo Raymond Leo Burke teria afirmado que no Rito Tradicional não há permissão para mulheres no serviço do altar, assim como para a utilização de leigos na distribuição da Sagrada Comunhão. A informação seria parte de um estudo da aplicação do Motu Proprio Summorum Pontificum após três anos de sua publicação.

Fonte: Fratres in Unum

Notícia da Missa Tridentina no Site do XVI CEN

Abaixo, um reconhecimento “póstumo” da organização do XVI CEN à Missa Tridentina que, apesar da INJUSTA não-divulgação oficial, teve uma assistência enorme por parte de leigos, religiosos e inclusive padres e bispos, na Paróquia Santo Cura D’Ars, ontem pela manhã.

PS: ainda não consegui as fotos para postar no blog. Prometo que ainda essa semana estarão por aqui!


Missa no Rito Tridentino emociona fiéis

“Mane nobiscun Domine ut unun sint” (Fica conosco, Senhor. Que todos sejam um). Com essa mensagem, Dom Fernando Arêas Rifan, da Administração Apostólica São João Maria Vianney, de Campos (RJ), encerrou sua homilia na Missa Solene Pontifical em Rito Romano, celebrada neste sábado, na Paróquia Santo Cura D’Ars.

Dom Rifan explicou que “a Igreja tem vários ritos, ritos diferentes, mas uma só Eucaristia. Isso porque, como diz o Catecismo da Igreja Católica, o mistério de Cristo é tão grande, tão inesgotável, que nenhum rito litúrgico poderá esgotar a Sua grandeza”. Cada um dos ritos da Igreja exprimem um aspecto da grandeza do mistério pascal de Jesus.

O Coral Maria Imaculada, da igreja principal da Administração Apostólica, cantou durante a missa. Antes do início da celebração, o coral entoou o hino do XVI Congresso Eucarístico Nacional. Para o regente do coral, Arindal Júnior, “foi uma oportunidade muito grande cantar em Brasília, dentro de um Congresso Eucarístico”.

As amigas Terezinha Campos e Neusa Lira vieram de João Pessoa para participar do XVI CEN e se emocionaram durante a missa. “Foi maravilhoso, a emoção foi grande, até choramos”. Já Camila Geovana, do Grupo Santa Maria Goreti, em Valparaíso de Goiás, descreveu a missa “como estar com Deus em um jardim”.

O Seminarista Renan Antonio Menezes, da Administração Apostólica São João Maria Vianney, de Campos (RJ), destacou que essa missa é bem comum para eles, “mas é uma alegria muito grande poder estar aqui para mostrar essa riqueza que nós temos”, concluiu.

Por Marina Cristina Costa