[Aviso] Corpus Christi: Missa Coram Sanctissimo Exposito às 11h15 (Capela Santa Marcelina)

Baroque Monstrance croppedA pedido do Pe. Daniel Pinheiro, informamos que na próxima quinta-feira, dia 30 de maio de 2013, Festa de Corpus Christi, haverá celebração de uma Missa Coram Sanctissimo Exposito (Missa diante do Santíssimo Exposto), no mesmo horário e local das missas dominicais:

Horário: 11h15
Endereço: Capela do Instituto das Irmãs de Santa Marcelina
(atrás do Gilberto Salomão)
Celebrante: Pe. Daniel Pinheiro

[Música] Biografia de Tomás Luis de Victoria

Em virtude do uso do canto polifônico na missa da Solenidade de Pentecostes na Capela Santa Marcelina, publicamos, a título de curiosidade, uma pequena biografia de Tomas Luis de Victoria, sacerdote e músico do séc. XVI, compositor da Missa Ascendens Christus.

Sobre Tomás Luis de Victoria escreveu o padre Otaño que a sua inspiração «é antes de tudo religiosa, católica por todos os poros; de um misticismo infinitamente mais concentrado e luminoso que o de Palestrina, parecido com o de São João da Cruz, nas estilizações do seu pensamento transfigurado».

Tomás Luis de Victoria, insigne músico polifonista, oitavo filho de Francisco Luis de Victoria e de Francisca Suaréz, nasceu nos finais de 1548 na cidade de Ávila, tendo recebido o Batismo na mesma pia batismal onde foi batizada Santa Teresa de Jesus, mais conhecida como Santa Teresa de Ávila, na igreja paroquial de São João Batista. Continuar lendo

[Música] Sequentia da Festa de Pentecostes: Veni Sancte Spiritus

 

(Português)

Vinde, Espírito Santo, / Emiti um raio / Da celeste luz.

Vinde, Pai dos pobres, / Doador das graças, / Luz dos corações.
Consolador nosso, / Hóspede da alma, / Doce refrigério. 
No labor, repouso, / Na aflição sois gozo, / No calor, aragem.
Ó luz abençoada, / O íntimo enchei / Dos vossos fiéis.
Sem a vossa força, / Não há nada no homem, / Nada de inocente.
Ao sujo lavai, / Ao seco regai, / Curai o doente.
Envergai o rígido, / Aquecei o frígido, / Conduzi o errante.
Dai a vossos filhos, / Que em Vós confiam, / Vossos sete dons.
Dai-lhes a virtude, / A imortal saúde, / O perene gáudio

(Latim)

VENI, SANCTE SPIRITUS, / ET EMITTE CAELITUS / LUCIS TUAE RADIUM.

VENI, PATER PAUPERUM, / VENI, DATOR MUNERUM, / VENI, LUMEN CORDIUM.

CONSOLATOR OPTIME, / DULCIS HOSPES ANIMAE, / DULCE REFRIGERIUM.

IN LABORE REQUIES, / IN AESTU TEMPERIES, / IN FLETU SOLATIUM.

O LUX BEATISSIMA, / REPLE CORDIS INTIMA / TUORUM FIDELIUM.

SINE TUO NUMINE, / NIHIL EST IN HOMINE, / NIHIL EST INNOXIUM.

LAVA QUOD EST SORDIDUM, / RIGA QUOD EST ARIDUM, / SANA QUOD EST SAUCIUM.

FLECTE QUOD EST RIGIDUM,/ FOVE QUOD EST FRIGIDUM, / REGE QUOD EST DEVIUM.

DA TUIS FIDELIBUS, / IN TE CONFIDENTIBUS, / SACRUM SEPTENARIUM.

DA VIRTUTIS MERITUM, / DA SALUTIS EXITUM, / DA PERENNE GAUDIUM.