[Sermão] Primeira Comunhão e Festa de São Pedro e São Paulo

Ver abaixo o importante aviso sobre a Missa do próximo Domingo, dia 6 de julho.

Sermão para a Festa dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo (1ª Comunhão)

29.06.2014 – Padre Daniel Pinheiro, IBP

O Sermão está dividido em duas partes. A primeira trata da Festa dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo; a segunda é uma exortação às crianças que receberam a Primeira Comunhão

 

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

SERMÃO: Festa de São Pedro e São Paulo

Ave Maria…

 “Dai (, Senhor,) que a Vossa Igreja em tudo siga o preceito daqueles por meio dos quais vos dignastes fundá-la.”

                Caros católicos, Nosso Senhor, fundou a Igreja sobre pilares visíveis, que são os apóstolos. Nosso Senhor é o fundamento invisível da Igreja por Ele fundada, mas os apóstolos são os fundamentos visíveis. E, entre os apóstolos, dois se destacam de modo particular. Antes de todos, está São Pedro, que é o chefe de todos eles, que recebeu de Cristo as chaves do reino dos céus, para ligar e desligar, que recebeu de Cristo a jurisdição universal. São Pedro, que é a pedra sobre a qual se ergue a Igreja. São Pedro a quem Cristo confiou seus cordeiros e suas ovelhas. Se somos católicos, devemos estar necessariamente unidos a São Pedro e a seus sucessores, os papas. Essa união não é, simplesmente, uma união sentimental, mas é uma união na fé, que nos foi dada por Cristo e ensinada pelos apóstolos e que não pode ser reinventada por cada Papa. A função do Papa, como nos diz o Concílio do Vaticano I, não é pregar uma nova doutrina, mas conservar santamente e expor fielmente o depósito da fé. Essa união é também de submissão às ordens legítimas, bem como é uma união de oração pelo Santo Padre, para que exerça bem o seu múnus apostólico.

                O segundo apóstolo a se destacar é São Paulo. Fariseu que perseguia Cristo ao perseguir os cristãos, São Paulo se converte de modo estupendo, passando a ter um zelo ardente pela propagação do Evangelho, ao ponto de sofrer tudo, mas de permanecer fiel ao que recebeu do Salvador.

                São Pedro depois de percorrer uma parte do mundo pregando o Evangelho, estabelece a sua Cátedra em Roma. Ele se torna o primeiro Bispo de Roma. São Pedro, o chefe da Igreja, foi o primeiro bispo de Roma, de forma que São Pedro associou o Papado ao Bispado de Roma. O Bispo de Roma é o Papa. São Paulo, depois de suas inúmeras viagens apostólicas, também chega a Roma, preso. Mas, se ele estava preso, a palavra de Deus não pode ficar presa e ele continuou a pregar livremente o Evangelho, a ensinar verdades divinas. Os dois foram martirizados em Roma, ficaram na mesma prisão, o cárcere Mamertino, onde jorrou miraculosamente uma fonte, para que os apóstolos pudessem batizar os presos e guardas que se convertiam aos montes. São Pedro foi, então, crucificado de cabeça para baixo, pois se achou indigno de morrer crucificado do mesmo jeito de Cristo. Ele deu sua vida por Cristo em Roma, onde hoje está o Vaticano. São Paulo foi decapitado, pois era essa a pena de morte aplicada a um cidadão romano, como o era São Paulo. Sua cabeça tocou o chão em três lugares, de onde saíram três fontes, onde hoje é a Igreja de São Paulo das Três Fontes. São Pedro e São Paulo deram a vida por Cristo em Roma. Roma era a mestra do erro e do paganismo. Eles a transformaram em mestra de verdade e no centro do cristianismo. Por isso, somos católicos, apostólicos e romanos. Grande deve ser a nossa devoção por esses Santos Apóstolos. Rezemos a eles, pedindo pelo Santo Padre, o Papa Francisco. Este dia foi consagrado pelo martírio dos bem-aventurados Apóstolos Pedro e Paulo. Peçamos que a Igreja permaneça fiel em tudo aos preceitos deles, como rezamos na coleta. E, como as portas do inferno não prevalecerão, ela há de permanecer fiel à doutrina dos apóstolos, recebida de Cristo e do Espírito Santo.

Exortação para a Primeira Comunhão

                Agora, queria dirigir algumas palavras às crianças que vão receber a primeira comunhão. Mas será, também para nós, que recebemos a comunhão com frequência, oportunidade de reconhecer mais uma vez a importância desse alimento celestial e recobrar o fervor que devemos ter para com a Eucaristia.

                Beatriz, Maria Fernanda, Felipe, Éverton, Davi, Mateus, Carlos. Hoje é o dia mais importante da vida de vocês. Hoje, vocês vão receber o Corpo de Cristo. Hoje, vocês vão receber o próprio Deus. Para receber Deus na alma de vocês, para receber Jesus Cristo na eucaristia, é preciso estar preparado. E vocês se preparam. Nós estudamos o Credo, para saber tudo o que devemos acreditar. Nós estudamos os mandamentos para saber tudo o que devemos fazer e tudo o que não devemos fazer. Nós estudamos a oração para saber tudo o que devemos pedir e desejar. Nós estudamos os sacramentos para saber quais são as ajudas que Deus nos deu para conseguir fazer todo o resto. Assim, vocês acreditam que existe um só Deus em três pessoas: Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo. Vocês acreditam que Deus criou todas as coisas. Vocês acreditam que Deus Filho se fez homem e veio para nos salvar, para nos tirar do pecado e nos levar para o céu. Vocês acreditam que Jesus é verdadeiramente homem e verdadeiramente Deus. Vocês acreditam que Ele fundou uma só Igreja, a Igreja Católica, Apostólica, Romana, fora da qual não há salvação. Vocês acreditam que existe a vida eterna: o céu para os que morrem em amizade com Deus, o inferno para os que morrem separados de Deus. Vocês acreditam em tudo o que Jesus nos falou, porque Ele é Deus e não pode se enganar nem nos enganar.

                Vocês sabem como devem se comportar para serem pessoas boas e amigas de Jesus Cristo. É preciso amar a Deus sobre todas as coisa, não tomar seu Santo Nome em vão, guardar Domingos e festas, honrar pai e mãe, não matar, etc. Vocês já conhecem os mandamentos. Vocês precisam agora fazer um esforço para seguir os mandamentos.

                Vocês sabem o que devem pedir a Deus na oração. Vocês conhecem o Pai Nosso, a Ave Maria, o santo Anjo e tantas outras orações. Vocês sabem que o mais importante que vocês devem pedir é a amizade com Deus, o que vocês mais devem desejar é de serem bons cristãos, o que vocês mais devem desejar é chegar ao céu. O mais importante, Beatriz, Maria Fernanda, Felipe, Éverton, Davi, Mateus, Carlos, é amar a Deus e ir para o céu, para o paraíso. É preciso preferir o paraíso a todas as outras coisas.

                Vocês sabem que para fazer tudo isso bem, vocês terão que receber com frequência os sacramentos. Com frequência vocês deverão se confessar e com frequência vocês deverão receber a Eucaristia, o Corpo de Deus. Vocês se lembram do que é preciso para receber bem a Eucaristia? Para receber bem a Eucaristia vocês não podem ter nenhum pecado mortal na alma, vocês têm que estar em jejum de uma hora, têm que ter devoção e estar trajado modestamente. É sempre assim que vocês devem receber a Santa Eucaristia. Em breve, vocês vão também se preparar para receber o sacramento da Crisma, para se tornarem soldados de Cristo.

                Vocês se prepararam bem para esse dia que é o mais importante da vida de vocês. Mas lembrem-se, Beatriz, Maria Fernanda, Felipe, Éverton, Davi, Mateus, Carlos, de que é agora que começa para valer a vida de vocês como cristãos. A Primeira comunhão não é o fim, mas o começo. É a partir de agora que vocês terão que estudar ainda mais o catecismo, procurar conhecer a vida dos santos. É a partir de agora que vocês terão que rezar mais e melhor. Rezem o Terço, rezem muito para Maria Santíssima. É a partir de agora que vocês terão que praticar os mandamentos. Vocês devem se lembrar de que o maior mal que existe é o pecado mortal e que o segundo maior mal que existe é o pecado venial. Vocês devem se lembrar do exemplo de São Domingos Sávio. São Domingos Sávio, para quem rezamos em todas as nossas aulas, preferia morrer a pecar. Vocês também devem se comportar assim: eu prefiro morrer a cometer um pecado, eu prefiro morrer a fazer mal a Cristo que só me fez bem e que morreu para me salvar. A partir de agora, vocês devem buscar a confissão. Pais, padrinhos e madrinhas são vocês os responsáveis de vigiar e de favorecer para que essas crianças sejam cada vez mais semelhantes a Nosso Senhor Jesus Cristo.

                Vocês, crianças, vão receber o próprio Jesus, o próprio Deus. Vocês devem, então, assistir à Santa Missa com muita devoção, sem conversar, sem se distrair. Vocês devem pedir a Deus para que vocês sejam santos. É isso que vocês devem pedir para Jesus na Eucaristia: Jesus, eu quero ser santo, eu quero ser bom como Jesus foi bom, quero viver longe do pecado e quero ajudar os outros a se salvarem. Jesus, eu quero ser um bom cristão. É isso que vocês devem pedir para Jesus antes e depois de receberem a comunhão. Depois de receber a comunhão agradeçam a Jesus e a Maria por terem dado um presente tão grande para vocês.

                Beatriz, Maria Fernanda, Felipe, Éverton, Davi, Mateus, Carlos, hoje é o dia mais importante da vida de vocês. Vocês vão receber o próprio Deus.

                Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.