Missa do quarto domingo (depois) da Páscoa

Intróito. Sl. 97, 1 – 2. Cantai ao Senhor um cântico novo, aleluia, porque o Senhor fez maravilhas, aleluia, revelou às nações a sua justiça, aleluia, aleluia, aleluia. Sl. Foi a sua direita e o seu santo braço que o salvou. V.Glória ao Pai.

Coleta – Ó Deus, que unis numa só vontade todos os fiéis, daí ao vosso povo que ame o que ordenais e deseje o que prometeis, para que, entre a instabilidade das coisas presentes, se fixe o nosso coração onde está a verdadeira felicidade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Leitura da Epístola de S. Tiago Apóstolo (1, 17 – 21). Caríssimos: Toda a dádiva excelente e todo o dom perfeito vêm do alto e descende do Pai das luzes, no qual não há mudança, nem sombra de vicissitude. Porque por sua vontade nos gerou pela palavra de verdade, a fim de que sejamos como que as primícias das suas criaturas. Vós o sabeis, meus diletíssimos irmãos. E assim, todo o homem seja pronto para ouvir, porém tardo para falar, e tardo para se irar. Porque a ira do homem não cumpre a justiça de Deus. Pelo que, renunciando a toda a impureza e abundância de malícia, recebei com mansidão a palavra enxertada (em vós), a qual pode salvar as vossas almas.

Aleluia, aleluia. (Sl. 117, 16) V.

A direita do Senhor manifestou o seu poder, a direita do Senhor me exaltou. Aleluia. V. Cristo ressuscitado de entre os mortos já não morre; a morte não terá mais domínio sobre ele, aleluia.

Seqüência do S. Evangelho segundo S. João 16, 5 – 14. Naquele tempo: Disse Jesus aos seus discípulos: Vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais? Mas, porque eu vos disse estas coisas, a tristeza encheu o vosso coração. Mas eu digo-vos a verdade: A vós convém que eu vá, porque, se eu não for, não virá a vós o Consolador; mas, se for, eu vo-lo enviarei. E ele, quando vier, convencerá o mundo, quanto ao pecado, e à justiça, e ao juízo. Quanto ao pecado, porque não creram em mim; quanto à justiça, porque vou para o Pai, e vós não me vereis mais; e quanto ao juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado. Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas vós não as podeis compreender agora. Quando vier, porém, aquele Espírito de verdade, ele vos ensinará toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e anunciar-vos-á as coisas que estão para vir. Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e vo-lo anunciará.

Ofertório. Sl. 65, 1 – 2 et 16. – Entoe a terra toda um cântico de alegria ao Senhor e um salmo ao seu nome. Vinde e escutai, que vos contarei, aos que temeis a deus, quanto o Senhor fez em prol da minha alma, aleluia.

Secreta – Ó Deus, que pelo admirável comércio deste sacrifício nos fizestes participantes da vossa una e soberana divindade, fazei que, depois de termos conhecido a vossa verdade, a realizemos pela irrepreensível correção dos nossos costumes. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Prefácio Pascal

Comunhão. Jo 16, 8. – Quando o Paráclito vier, o Espírito da verdade há de argüir o mundo do pecado, da justiça e do juízo, aleluia, aleluia.

Depois da comunhão. – Velai por nós, Senhor e nosso Deus, e fazei, por estes mistérios que recebemos, que nos lavemos dos nossos vícios e encontremos proteção contra todos os perigos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Fonte: http://www.permanencia.org.br/drupal/node/612

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s