Últimas novidades…

FOTOS

Confira AQUI as fotos oficiais da cerimônia de Benção da Capela Nossa Senhora das Dores, realizada por Dom José Aparecido Gonçalves de Almeida, Bispo Auxiliar de Brasília, e seguida da Santa Missa e de Confraternização.

SERMÕES

Publicamos também os dois últmos sermões do Pe. Daniel Pinheiro, ambos sobre aspectos muito interessantes  da Liturgia Tradicional da Santa Igreja:

[Sermão] Arquitetura sacra católica tradicional

Sermão para o VI Domingo depois de Pentecostes
20 de julho de 2014 - Padre Daniel Pinheiro

 

ÁUDIO: Sermão para o 6º Domingo depois de Pentecostes 20.07.2014

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém. Ave-Maria…

“Se morrermos com Cristo, cremos que viveremos também juntamente com Cristo.”

A Epístola de São Paulo de hoje nos mostra, caros católicos, mais uma vez como Cristo é o centro de tudo. É somente com ele que podemos e devemos morrer para o pecado. É somente com Ele que podemos viver para a vida eterna. No centro de tudo, está Cristo. Nós saímos de Deus, a partir do nada, pela criação. E voltamos para Deus por Jesus Cristo (se cooperamos com a sua graça) que nos alcançou o perdão de nossos pecados pela sua vida na terra, em particular por sua morte de Cruz. Nossa vida nada mais é do que uma saída de Deus pela criação e um afastamento dEle pelo pecado original e por nossos pecados atuais,  e uma volta a Deus por Cristo, pela cruz de Cristo. Só podemos chegar ao céu, por Cristo. E tudo na Igreja sempre demonstrou claramente e sem ambiguidades essa centralidade e essa necessidade de Cristo crucificado na sua doutrina perene e na sua liturgia tradicional. Todavia, a expressão límpida dessa centralidade não se restringia a isso. Essa centralidade transbordava para todos os aspectos da vida cristã. Um desses aspectos é o da arquitetura sacra. A arquitetura sacra tradicional da Igreja Católica demonstra a centralidade e a necessidade de Cristo, bem como mostra a centralidade e a necessidade da própria Igreja para a salvação. Aproveitando que ainda estamos sob a graça da bênção da Capela, gostaria de considerar alguns poucos aspectos relevantes da arquitetura sacra católica tradicional, para nossa edificação, para podermos melhor rezar e aderir ao que a Igreja ensina de maneira tão sublime e suave, mas também com precisão e firmeza.

Antes de tudo, é preciso que conheçamos alguns termos de arquitetura sacra. Continuar lendo

[Sermão] O rito de benção de uma igreja

Sermão para a Benção da Capela Nossa Senhora das Dores
13 de julho de 2014 - Padre Daniel Pinheiro

 

ÁUDIO: Sermão para a Bênção da Capela Nossa Senhora das Dores 13.07.2014

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém. Ave-Maria…

***

Alguns avisos:

Gostaria de agradecer a Deus pela bênção dessa Capela de Nossa Senhora das Dores. Gostaria, também, de agradecer a Dom José Aparecido, pela bondade em realizar essa cerimônia e em toda a ajuda que nos presta com muita caridade. Agradecer igualmente a Dom Sérgio da Rocha, nosso Arcebispo, pela grande benevolência, desde o primeiro momento, e ao Cardeal Dom José Falcão pelo apoio e amizade. Agradeço ao Padre Godwin, administrador paroquial da Paróquia Santa Clara e São Francisco, e responsável do setor pela solicitude. E também ao Padre João Batista, da Diocese de Anápolis pela presença e amizade. Mais uma vez, não podemos também deixar de agradecer as Irmãs de Santa Marcelina, pela grande generosidade em nos ceder a Capela durante quase dois anos.

Lembro a todos que hoje, por feliz disposição da providência, é também o primeiro aniversário de episcopado de Dom José. Gostaria de lhe assegurar, Excelência, das orações de todos nós pelo seu episcopado.

Para festejar esse aniversário e a bênção da Capela, teremos uma confraternização após a Santa Missa.

 ***

Caros irmãos, a bênção de uma Igreja, embora não seja tão exaustiva quanto a dedicação e consagração de uma Igreja, é uma cerimônia profunda, e que separa o edifício inteiramente do uso profano e faz dele verdadeiramente a Casa de Deus e Porta do Céu. É uma edificação voltada, após a Bênção, para a glória de Deus e para o bem daqueles que nela ingressarem com a intenção de louvar a Santíssima Trindade e de se voltarem para o Altíssimo.

É o Pontífice quem procede à cerimônia de Bênção da Igreja. O Pontífice representa Cristo, que orna a Igreja, sua esposa, e que a prepara para que os frutos dela sejam imaculados, para que sejam frutos de santidade. Queremos que dessa Capela saiam verdadeiramente frutos de santidade, famílias santas, vocações santas.

Consideremos um pouco, caros católicos, as cerimônias desse rito de bênção de uma igreja.

São recorrentes, na cerimônia, sobretudo nos riquíssimos Salmos, os termos de “casa do Senhor”, de “Jerusalém”, de “átrio”, de “Templo de Deus”. Continuar lendo

[Informativo] Fotos da Bênção da Capela Nossa Senhora das Dores, da Missa e da Confraternização

Seguem as fotos oficiais da Bênção da Capela Nossa Senhora das Dores, realizada por Dom José Aparecido Gonçalves de Almeida, Bispo Auxiliar de Brasília, e seguida de Missa e de Confraternização.

Para ver as fotos ampliadas, clique aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

[Notícia] Capela Nossa Senhora das Dores, em Brasília: benção pontifical segundo o rito tradicional

No dia 13 de julho de 2014, um evento de grande monta na Arquidiocese de Brasília: a benção de uma igreja segundo a liturgia romana tradicional. Não é apenas a rara frequência dessa cerimônia nos tempos modernos que tornou o evento tão peculiar. Os inúmeros fiéis que acompanharam a solenidade da benção e a Santa Missa que a ela se seguiu testemunharam uma liturgia esplendorosa, um belíssimo e majestoso culto a Deus, uma profissão perfeitíssima de fé, em que foi honrada especialmente a Santíssima Virgem, pela imposição do título de Nossa Senhora das Dores à capela.

IMG_4217

Capela Nossa Senhora das Dores, em Brasília. (Jardim Botânico III, Av. das Paineiras, Entrequadras 9/10)

Foi Sua Excelência Reverendíssima, Dom José Aparecido Gonçalves de Almeida, Bispo Auxiliar de Brasília, quem procedeu à cerimônia da benção da Capela Nossa Senhora das Dores e, assim, “separou inteiramente do uso profano o seu edifício e fez dele verdadeiramente a Casa de Deus e Porta do Céu”, conforme ensinou o padre em seu sermão.

DSC01399

Aspersão Externa da Igreja: inicialmente, o Pontífice vai diante da porta da Igreja a ser abençoada e entoa “Deus, in adjutorium meum intende…”.

DSC01395

A Schola Cantorum canta a antífona “Bene fundata est” e o Salmo 86 enquanto o Pontífice asperge as paredes da Igreja com água benta em silêncio.

“Bene fundata est domus Domini supra firmam petram.”

bênção%20da%20Capela%20N%20S%20das%20Dores%2013-7-14%20016

O Pontífice retorna à porta de entrada, recuperando a mitra e o báculo. Em procissão, precedido da Cruz, o Pontífice adentra a Igreja com o clero e o povo.

DSC01404

Entoa-se a Ladainha de todos os Santos. O Pontífice e todos ajoelham-se. Na ladainha, entoa-se três vezes a invocação à Santíssima Virgem, pois é Ela quem dá seu nome à Igreja.

IMG_4254

Procede-se em seguida à aspersão interna da Igreja, enquanto a Schola Cantorum entoa as antífonas “Haec est domus Domini” e “Non est hic aliud” com os salmos 121 e 83, respectivamente.

DSC01410

A solenidade da Benção termina com uma última oração do Pontífice, em que ele reconhece que Deus santifica os locais dedicados ao nome dEle e pede a benevolência divina para todos que O invocarem nesse lugar santo.

A benção foi seguida da Santa Missa, celebrada pelo Rev. Pe. Daniel Pinheiro e com assistência pontifical de Dom José Aparecido. Também no coro estavam presentes o Pe. Godwin, pároco da Paróquia Santa Clara e São Francisco, em cujo território está o edifício da capela; o Pe. João Batista, da Diocese de Anápolis; o Pe. Allan, Franciscano da Imaculada; além de seminaristas do Instituto Bom Pastor, ao qual pertence também o Pe. Daniel.

DSC01412

A Santa Missa: incensação do Evangelho.

DSC01414

Padre Daniel pronuncia o sermão do púlpito.

DSC01417

A Primeira Missa na Capela Nossa Senhora das Dores após a solenidade da Benção.

Consagração (Cálice)

A Santa Missa: a elevação do cálice após a consagração.

Ecce Agnus Dei

A Santa Missa: Ecce Agnus Dei.

DSC01421

A Santa Missa: a Comunhão dos fiéis.

Inclinação do Bispo

A inclinação de cabeça é um importante gesto de reverência na liturgia romana.

Acólitos

Acólitos, turiferários e outros ajudantes do altar.

Ao fim da Santa Missa, Dom José Aparecido dirigiu, ainda, algumas palavras aos fiéis. Finalmente, em ação de graças por tantos benefícios, cantou-se o jubiloso hino Te Deum.

DSC01425

Dom José Aparecido, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília.

Dom José Aparecido e seminaristas do Instituto do Bom Pastor

Seminaristas do Instituto do Bom Pastor com Dom José Aparecido.

foto 3 (3)

Procissão Final.

A Capela, que comporta 250 pessoas sentadas, estava lotada, com cerca de 350 fiéis; desta vez, muitos ainda ficaram em pé ou subiram ao coro para melhor assistir às celebrações. Como sempre, muitas jovens famílias e dezenas de crianças. Certamente, agora a capela comportará bem melhor a grande quantidade de fiéis que já assistiam à Santa Missa no rito tradicional do apostolado do Pe. Daniel, que celebrou na Capela das Irmãs de Santa Marcelina por quase dois anos. Aliás, como fiéis e junto com o padre, agradecemos imensamente às irmãs marcelinas pelo modo como acolheram e colaboraram com o apostolado durante todo esse tempo.

foto de cima

Cerca de 350 pessoas assistiram às celebrações.

Capela PanoramicaSem dúvida, também como fiéis que usufruem dos grandes benefícios espirituais dessa grande obra, devemos agradecer especialmente ao Padre Daniel Pinheiro por toda sua dedicação e incansável zelo apostólico. Cabe lembrar que há pouco mais de dois anos de sua ordenação sacerdotal. Em tão pouco tempo, quantos frutos maravilhosos vemos por toda parte, sobretudo em virtude da Santa Missa Tradicional! Graças a Deus!

A própria construção da capela também já nos parece um milagre; por disposição da Divina Providência, e graças à colaboração de pessoas generosas, vimos uma capela ser erguida em poucos meses. Parece que Deus “tem pressa” em expandir esse apostolado, agora sob a proteção oficial e especial da Virgem Dolorosa. Com o Pe. Daniel, repetimos: “queremos que dessa Capela saiam verdadeiramente frutos de santidade, famílias santas, vocações santas”. E que Nosso Senhor recompense eternamente a família que muito particularmente contribuiu para o avanço desse projeto e também as muitas outras famílias e fiéis que colaboraram das mais diversas maneiras.

DSC01393DSC01428

IMG_4231 Uma feliz “coincidência” trouxe ainda mais um motivo para comemoração: era o dia do primeiro aniversário do episcopado de Sua Excelência Reverendíssima, Dom José Aparecido. Assim, com tantas razões, após as cerimônias todos se dirigiram ao salão da capela para festejar, sob o olhar de Nossa Senhora do Carmo, ali representada em uma belíssima imagem.

bênção%20da%20Capela%20N%20S%20das%20Dores%2013-7-14%20062

Em seguida às cerimônias, uma confraternização para festejar a Benção da Capela e o Primeiro Aniversário de Episcopado de Dom José Aparecido

Foi um dia de muita alegria.

Fotografia pós-procissão (2)

Dom José Aparecido Gonçalves, Pe. Daniel Pinheiro, Pe. Godwin e demais clérigos e acólitos em frente à Capela Nossa Senhora das Dores após a cerimônia.

E também um dia de muita esperança.

Christe, cum sit hinc exire,
da per Matrem me venire
ad palmam victoriae.

Para colaborar com o apostolado da Capela Nossa Senhora das Dores:

ASSOCIAÇÃO NOSSA SENHORA DAS DORES
BANCO DO BRASIL
Agência: 2887-8
Conta: 18870-0
CNPJ: 17.888.584/0001-86

Pedido de oração

Caríssimos, salve Maria!

Pedimos a todos orações pela saúde do corpo e da alma do sr. Rodney José, participante e colaborador do apostolado pela Missa Tridentina em Brasília. O sr. Rodney passará por uma importante cirurgia amanhã, dia 10 de julho, assim, pedimos as mais fervorosas orações.

Nossa Senhora, Saúde dos enfermos, rogai por nós!

[Aviso] Importante: Bênção da Capela Nossa Senhora das Dores e novos local e horário das Missas dominicais

Atualizações em 10/07:

                É possível que, pelas circunstâncias, não seja possível atender confissões antes da Missa.

                Pede-se a cooperação de todos para a confraternização.

—————————————————————

O Padre Daniel Pinheiro, IBP, pede para que divulguemos dois avisos importantes para o apostolado em Brasília:

1. Bênção da Capela Nossa Senhora das Dores segundo o Pontifical Romano Tradicional, feita por Sua Excelência Reverendíssima, Dom José Aparecido Gonçalves de Almeida, Bispo Auxiliar de Brasília, domingo, dia 13 de julho, às 10:00.

Após a Benção da Capela, haverá Missa Votiva das Sete Dores de Nossa Senhora, Cantada pelo Padre Daniel Pinheiro coram Episcopo.

Após as cerimônias, haverá uma confraternização. O Padre pede a cooperação de todos para a confraternização, como já se faz usualmente.

Convite Bênção Capela

2. A partir de agora, as Missas Dominicais serão na Capela Nossa Senhora das Dores, às 10:00. Nosso agradecimento sincero a Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo de Brasília, e a Dom José Aparecido, Bispo Auxiliar de Brasília.

Mapa Capela SatéliteMapa site Julho 2014Mapa Capela Julho2014